Presidente da Ajufe defende independência da magistratura em audiência na Comissão Especial do Extrateto

    O presidente da Ajufe, Roberto Veloso, saiu em defesa da independência da magistratura federal no julgamento dos casos envolvendo a corrupção. Durante audiência na Comissão Especial do Extrateto na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (7), Veloso avaliou que a revisão do teto remuneratório não pode ser utilizada como estratégia de enfraquecimento da atuação da magistratura e do Ministério Público. 

    "Nós entendemos que se o juiz não tem independência judicial, tampouco terá independência para julgar os casos envolvendo a corrupção, principalmente quando vemos pessoas poderosas sendo investigadas", afirmou. 

    O presidente da Ajufe ainda lembrou que a associação sempre esteve à frente da defesa do cumprimento do teto remuneratório e que, se houvessem abusos, que fossem coibidos. 

    Também participaram da audiência o secretário geral da Ajufe, Fernando Mendes, o vice-presidente na 5ª região, Antônio José, o vice-presidente na 4ª região, Nelson Alves, o presidente da AJUFESC, Marcelo Micheloti, o delegado de Goiás, Marcos Rosa, e a delegada do Acre, Maria Cândida.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org