Ajufe e Organização Internacional para as Migrações (OIM) da ONU assinam termo de cooperação

    A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Organização Internacional para as Migrações (OIM) da Organização das Nações Unidas (ONU) assinaram, na manhã desta quinta-feira (6), termo de cooperação entre as entidades, em Brasília.

    O presidente da Ajufe, Fernando Mendes, representou a entidade durante o encontro com o chefe da missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux, e o coordenador de projetos da OIM Marcelo Torelly.

    Durante a reunião, Mendes destacou que a parceria entre a AJUFE e a OIM é de extrema importância para que, em conjunto, as instituições possam trabalhar em questões ligadas ao acesso à Justiça por parte de migrantes vulneráveis - a exemplo da crise em Roraima e das estrangeiras encarceradas como mulas do tráfico de drogas nas fronteiras do País.

    foto interna OIM site

    “Diante do acordo, pretendemos também contribuir para o fortalecimento da investigação e judicialização em matéria de tráfico de pessoas, com a análise individualizada de cada caso, devolvendo a cidadania aos indivíduos em situação de vulnerabilidade decorrente de fluxo migratório, provocado, em alguns casos, por crise humanitária”, declarou o presidente da Ajufe.

    Para o chefe da missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux, o papel dos juízes é extremamente importante em casos como a luta contra o tráfico de pessoas. “No Brasil, temos também a chegada dos venezuelanos, que são pessoas em extrema situação de vulnerabilidade. É importante a luta contra os casos de exploração sexual, trabalho escravo e outras formas de exploração. Mais uma vez, reforço que a colaboração com a Ajufe será importante e nos próximos meses já iniciaremos os trabalhos em conjunto para realização de cursos de capacitação em matéria migratória. Hoje é um dia importante, pois assinar este acordo com a Ajufe nos permitirá promover ainda mais a proteção aos direitos dos imigrantes, obviamente, mas também promover uma imigração que seja mais digna, mais segura e ordenada”, concluiu.

    Com a finalidade de fortalecer os serviços de assistência direta a migrantes em situação de vulnerabilidade, hoje a OIM apoia duas entidades da sociedade civil no Brasil: o Centro de Migrações e Direitos Humanos (RR) e a Cáritas Paraná (PR). O objetivo desse apoio é de fortalecer os serviços de assistência direta a migrantes em situação de vulnerabilidade.

    O Brasil é Estado Membro da OIM desde 2004. Em agosto de 2015, o Decreto n°8.503 formalizou o acordo de sede da OIM com o Brasil.

     

    Acesse aqui o último informativo lançado pela OIM, referente às atividades desenvolvidas pelo órgão em junho de 2018.

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org